domingo, 11 de outubro de 2009

Qual é a razão?


Eu nunca pensei que um dia chegaria a dizer isso, mas eu preciso (com urgência) de algo que me olhe nos olhos e abane o rabo.Que talvez infeste a casa de pêlos e pés de mesa arrancados,que lata alto quando chegar alguém de quem eu também não goste muito,que atrapalhe as pessoas não convidadas e que no fim do dia venha pro meu rumo todo manhoso,que roube a comida do vizinho,que urine nas plantas da minha mãe,que se pendure pela janela para ver o pôr-do-sol comigo.Pensando bem,eu já tenho isso.

4 comentários:

Karina Lie disse...

quii lindo *-*
lendo esse post, lembrei da minha história com meu gatinho.
o bixinho tava abandonado, em cima do meu telhado, e eu simplesmente me apaixonei por ele. hj ele tá aqui, sendo cuidado por mim, e estou tentando trazê-lo pra dentro de casa para como vc disse infestar a casa de pêlo! hauhauhua
tem um post muito parecido no meu blog, passa e dê uma olhada se quiser ^^ será muito bem vinda!

vou seguindo aqui...

=D

conectei disse...

Que lindoo, me lembrei de quando era criança, e a cachorra do meu primo deu luz a quatro filhotes e ele queria me dar um, mas meu pai nao deixava, chorei tanto, tantoo, que meu pai deixou. E agora o cachorro é a alegria da casa *-*
Beijos

Dahare :* disse...

Adorei.
Eu sou doida por um cachorrinho! *-*
Uma cachorrinhA.
Mas minha mãe não deixa! :'(
Seria a solução pra todos os meus problemas. HSUAUSAHUSH
Beijos.

Nathie. disse...

ôun